Rimel Neffati

 
"- Wow, she's amazing!!" This was the first thing that came in my mind when I saw Rimel Neffati's pictures for the first time. With an ancient and stripped  aspect, her photos reveal other reality. Rimel is a 26 years old french woman and started photograph two years ago. Check out her interview !

"- Nossa, ela é incrível! " Essa foi a primeira coisa que veio à minha cabeça quando vi as fotos de Rimel Neffati pela primeira vez. Com um aspecto antigo e desgastado, suas fotos revelam uma outra realidade. Rimel tem 26 anos, é francesa e começou a fotografar há dois anos atrás. Confira a entrevista!

 

 The classic question: What inspires you?
This is a big question. I think it’s better to say to you what inspires me actually.
My process of inspirations seems like obsessions which come suddenly.Actually, architecture, movements like Art Nouveau and Art Deco, Toulouse Lautrec, Gustav Klimt, Russian religious art are some of my inspirations.
This can change very fast. If you look at what Human can create, what Nature can create and what we don't know yet, you can quickly become life/artkaholic!
But there are also constants: childhood, music, primary forest, painting, illustration, Middle Ages, World War II, fashion history, color with idea of stretching in its infinite declination...

Do you do other things besides photographing?
No, I would love to touch other forms of art, but actually I limit my expression at photography and let other ideas grow in my mind.

Who are your favorite photographers? 
If I have to tell you now, the first ones that come to mind are: Sarah Moon, Guy Bourdin,Heinrich Kuhn.Her world, the colors and the textures, take my breath away!

How did you define your style and how do you define it today?
It's a very difficult question. Actually, my work reflects my inner world or how I see the world, an overlap of both with an extreme analysis, a research of myself at the beginning.
Now I walk in beaten path recreating some nostalgic moments, of course I take a pleasure doing that, but I'm constantly wondering how to detach myself from it and innovate. The unknown is so exciting!

You are the model of all your pictures .Have you ever thought photographing somebody else?
I've started the first months taking other subjects. Actually, I'm not wondering why I'm the only subject of my work. I'm listening to myself, and working with my body seems obvious for the moment. I want to do the things only when my mind feels exciting at this idea.
If I feel the need to take other subjects again, I will give myself the means to do it timely.

How did you get the skull to take this picture? Really, I'm in love with it 
I dug it up!

How is the production of your photos? Shooting day, editing etc
I work in digital. Actually I have always my same Nikon.
I consider my original photograph as sketches. I like the idea of stripping the picture and abstractly the original notion of what a photograph is. Keep only the bones and let finally express myself.
The time of edition can vary from several minutes to several hours. Sometimes I can pass 3 hours contemplating my work to change a ridiculous detail but... nobody knows...

How the ideas for a new photo come to your mind?
Another difficult question, because it's not something that comes from nowhere as it was detached from you.
I feel it as nested processes. Of course there is the fact you feel inspired to give the envy to do it, but I just feel I create an extensions of mood, expressions without notion of idea.

How did you learn everything?
I don't know. I progress constantly with experience, there isn't a place or a moment where I've learned everything suddenly.

Tell me: a music,a book,a quotation and a movie
- La ronde des lutins, Franz Liszt
- I really prefer contemplate the covers
- "Always quoting others, it's so boring"
- Any movie of Guy Maddin
_____________________________________________
A pergunta clássica: O que te inspira?
Essa é uma grande questão.Eu acho que é melhor dizer a você o que me inspira realmente.
Meus processos de inspiração parecem obsessões que vêm de repente. Na verdade, arquitetura, movimentos como Art Nouveau e Art Deco, Toulouse Lautrec, Gustav Klimt, Arte sacra Russa são algumas de minhas inspirações.
Isso pode mudar muito rápido. Se você olhar o que o ser – humano e a natureza podem criar e o que nós não sabemos ainda, você pode tornar-se um viciado em vida e arte!
Mas há também constantes: Infância, música, floresta primária, pintura, ilustração, Idade Média, II Guerra Mundial, História da moda, cores com idéia de alongar em sua infinita inclinação.

Você faz outras coisas além de fotografar?
Não, eu adoraria tocar em outras formas de arte, mas na verdade eu limito minha expressão à fotografia e deixo outras idéias crescerem na minha cabeça.

Quem são seus fotógrafos favoritos?
Se eu tivesse que te dizer agora, os primeiros que vêm à minha mente são: Sarah Moon, Guy Bourdin Heinrich Kuhn
O mundo dela, as cores e texturas me deixam sem ar. 

Como você definiu seu estilo e como o define hoje?
É uma pergunta muito difícil. Na verdade, meu trabalho reflete o meu mundo interior ou como eu vejo o mundo, uma sobreposição de ambos com uma extrema análise, uma investigação de mim mesma no começo.
Agora, eu ando em um caminho batido recriando alguns momentos nostálgicos. É claro que é prazeroso fazer isso, mas eu estou constantemente pensando em como me desapegar e inovar. O desconhecido é tão animador!

Você é a modelo de todas as suas fotos. Você já pensou em fotografar outra pessoa?
Eu comecei nos primeiros meses tendo outros assuntos. Na verdade, eu não estou pensando por que eu sou o único objeto do meu trabalho. Eu estou escutando a mim mesma, e trabalhar com o meu corpo parece óbvio no momento. Eu quero fazer as coisas apenas quando minha mente se sentir animada com essa idéia.
Se eu sentir a necessidade de tocar em outros assuntos de novo, darei a mim mesma os motivos para fazê-los a tempo.

Como você conseguiu a caveira para tirar essa foto? Sério, estou apaixonada.
Eu a desenterrei!

Como é a produção das suas fotos? Dia de tirá-las, editar etc
Eu trabalho digitalmente. Na verdade, eu sempre tive a mesma Nikon.
Eu considero minha fotografia original como se fosse um esboço. Eu gosto da idéia de estragar a foto e abstratamente a noção do que uma fotografia é. Manter somente o esqueleto e deixar finalmente eu me expressar.
O tempo de edição pode variar de vários minutos até várias horas. Ás vezes, eu posso passar 3 horas contemplando meu trabalho para mudar um detalhe ridículo, mas... Nunca se sabe...

Como as ideias para uma nova foto vêm à sua cabeça?
Outra pergunta difícil, porque não é algo que vem do nada, como se fosse destacado de você.
Eu sinto como processos aninhados. É claro que há o fato de se sentir inspirada para dar a inveja de fazer, mas eu só sinto que eu crio uma extensão de humores, expressões sem noção de idéia.

Como você aprendeu tudo?
Eu não sei. Eu progrido constantemente com a experiência, não há um lugar ou um momento onde eu aprendi tudo de repente.

Diga-me: uma música, um livros, uma citação e um filme
- La ronde des lutins – Franz Liszt
- Eu realmente prefiro contemplar as capas.
- “Sempre citando outros.É tão chato”
- Qualquer filme de Guy Maddin


Rimel's Links:
Flickr
Website

9 comentários:

  1. Wow, what a talented lady! I love her attitude and her answers! The last drawing is my favorite! xoxoxoo

    ReplyDelete
  2. I love her works.
    they're wonderful.

    ReplyDelete
  3. loving them all!!!
    great blog!
    love iole


    www.ioleinfashion.com

    ReplyDelete
  4. these are all so beautiful! Muito belo :)

    ReplyDelete
  5. So beautiful pictures !

    xxx

    http://leslooksdecoralie.blogspot.com/

    ReplyDelete
  6. I have found her flickr today, and this interview on it.
    She is absolutely amazing.

    and thank you for this little piece of her :)

    ReplyDelete
  7. Thanks for the lovely comments !!

    ReplyDelete
  8. Isn't Ms. Neffati Wonderfull! I've only known her via the internet,for awhile now...But she is SO talented.Please keep a close eye on her work,if you are a fan, as she always seems to bring something new to her style with every unique photograph. Thank you for posting this.It's wonderfull....

    ReplyDelete

 

About